Inovação na bovinocultura: tecnologias para o bem-estar animal

O bem-estar animal é ponto de partida básico de uma fazenda para que o rebanho tenha bons resultados produtivos, contribuindo diretamente para uma melhora no ganho de peso, na resistência a doenças e no sucesso reprodutivo.

Essa pauta ganha mais relevância a cada dia e novas pesquisas são realizadas em busca de transformações nesse setor em constante evolução. Além disso, os consumidores estão cada vez mais exigentes e preocupados com o que acontece do lado de dentro da porteira.

Quando falamos de vacas leiteiras, por exemplo, temos que ter a noção de que a forma como elas são tratadas e, principalmente, se sentem medo da interação humana, mudança de ambiente e trato, influencia diretamente no seu desempenho na ordenha. Neste caso, realizar um manejo que priorize o conforto do animal é extremamente indicado. Vacas estressadas têm maiores riscos de partos difíceis e de desenvolverem doenças no periparto.

As consequências do estresse não são exclusivas do gado de leite: bovinos de corte também têm sua produtividade e resposta imunológica afetadas. Isso porque o estresse, de maneira geral, desencadeia uma cascata inflamatória e desvia nutrientes que seriam utilizados na produção para o combate dos estressores. Podemos citar como uma das diversas consequências o aumento do pH da carne, problema conhecido como DFD – Dark, Firm & Dry – ou carne escura, firme e seca, que perde consideravelmente seu preço no mercado.

Garantir o bem-estar animal em todos os manejos produtivos da fazenda não é tarefa fácil. Com o auxílio de novas técnicas e tecnologias, como o SecureCattle, uma substância apaziguadora de aplicação prática, fácil e segura, os resultados negativos do estresse enfrentado pelo animal são minimizados, gerando continuamente bons resultados ao rebanho.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp